Buscar
  • Assessoria de Imprensa

Começam as aulas presenciais do Projeto em parceria entre a A5 Maker e Educação de Barueri.

Gradativamente, os estudantes da rede de ensino de Barueri começam a voltar para as escolas.


Adotando todos os protocolos sanitários de prevenção ao novo coronavirus, após intenso planejamento, montagem de arrojada infraestrutura e formação pedagógica, começaram nesta segunda-feira, dia 19, as atividades presenciais do projeto Sala Maker.


Para o projeto de Barueri, a A5 Maker buscou as melhores parcerias para colocar em prática desde o projeto arquitetônico, passando por rigoroso planejamento pedagógico, formação de professores e implantação dos mais modernos equipamentos para serem usados por alunos e professores.


Neste tipo de iniciativa, que visa a implementação da educação “mão na massa”, o aluno explora o que existe para além da sala de aula, realizando experiências práticas e desafiadoras. 


Neste primeiro momento do projeto, estão sendo atendidos 1.603 alunos, somando aproximadamente 120 turmas de estudantes que participarão das atividades em oito horários diferentes.


Após a devida autorização dos pais, que foram informados sobre os detalhes do projeto pelos gestores das escolas de ensino fundamental da rede, as turmas foram formadas. Os estudantes que moram longe dos polos que abrigam o projeto contarão com transporte e todos terão direito a lanche.


Nesta semana de abertura do projeto, as dinâmicas acontecerão nas Emefs Carlos Osmarinho, Eizaburo Nomura, Estevan Placêncio e Dorival Faria. Cada um desses núcleos também atenderão os estudantes das escolas localizadas nas proximidades.


No retorno das aulas presencias, previsto para o início do mês de agosto, o projeto Sala Maker funcionará em 16 polos, beneficiando 10.800 alunos do 6º ao 9º ano de todas as escolas de Ensino Fundamental da rede..


As escolas da rede que receberão as Salas Makers são: Emef Alexandrino da Silveira, Emef José Leandro Pimentel, Emef Suzete da Costa, Emeief Benedito Adherbal, Emef Ézio Berzaghi, Emef Nestor de Camargo, Emef Osvaldo Batista, Emef Armando Cavazza, Emef Elizabeth Parminondi, Emef Carlos Osmarinho, Emef Eizaburo Nomura, Emef Amador Aguiar, Emef Marlene Pereira, Emef Estevan Placêncio e Emef Dorival Faria. 


Ao participarem do projeto, os estudantes poderão ter contato com tudo o que há de mais avançado no universo maker: impressoras 3D, drones, automação, equipamentos de robótica, arduíno, além de um rico material pedagógico especialmente preparado pelos melhores especialistas do setor.

É importante salientar que a iniciativa estará sendo levada para redes se ensino público e particular de diversas cidades do País.


#tecnologia #salamaker #drones #arduino #impressao3d #educao50 #educaçãoinfantil







48 visualizações0 comentário